Peças para caminhões: dicas para não errar na escolha

Escolher peças para caminhões é uma tarefa que deve ser feita por quem entende do assunto. Por isso, você deve ficar por dentro do tema e optar pelas melhores, otimizando sua frota e reduzindo custos.

Nas manutenções preventivas você poderá diagnosticar problemas com os “carros” da empresa e substituir as peças antes que o veículo tenha que ficar parado gerando prejuízos. Portanto, além de escolher certo as peças, fique atento para não deixar que a falta de manutenção se torne um gasto desnecessário.

Veja neste blog post tudo sobre o assunto e como melhorar essa etapa do processo de gestão. Confira!

Utilize peças para caminhões de qualidade

Por mais que pareça óbvio, ainda existem muitos gestores optando por peças “paralelas” e visando uma economia rápida – comprando as mais baratas. A longo prazo, isso pode significar um custo maior, pois sem qualidade elas tendem a quebrar mais rápido e até mesmo danificar outras partes do motor.

As peças para caminhões com qualidade também garantem mais segurança e são essenciais para que acidentes sejam evitados, colocando em risco tanto a vida dos condutores quanto a saúde financeira da empresa.

Isso porque em caso de acidente os veículos precisam ser trocados ou então ficar parados na garagem por muito tempo – um dos maiores problemas enfrentados pelas empresas.

Pesquise e garanta melhor preço

Mesmo a qualidade das peças para caminhões sendo o fator preponderante na hora da escolha, o preço também deve ser levado em consideração. Afinal de contas a equação a ser resolvida pelos gestores é justamente aliar qualidade ao preço.

A partir do momento em que são definidas as peças a serem adquiridas, você pode começar a procurar pelos melhores preços de mercado. Diversas revendas ou até mesmo os próprios fabricantes podem apresentar preços mais atrativos que outros.

Dependendo do número e volume de compra é possível obter abatimentos que ajudam a reduzir os custos. Perguntar não custa nada, não é mesmo? E por isso você deve sempre questionar se é possível que o valor caia um pouquinho.

Diagnóstico a partir de manutenção preventiva

O ditado popular: “é melhor prevenir do que remediar” é extremamente preciso para este assunto. Realizar a manutenção preventiva é menos custoso do que deixar os veículos quebrados e parados.

Nela devem ser analisados, por exemplo:

  • caixa de câmbio;
  • escapamento;
  • prazos de trocas de óleos e filtros;
  • óleo retirado do motor;
  • suspensão;
  • perda de potência do motor;
  • outros.

O câmbio pode apresentar muitas coisas a respeito do caminhão. Dificuldades na hora de trocar as marchas podem estar associadas a transmissão ou embreagem, por exemplo. Já sinais de fumaça no escapamento podem estar ligados a problemas no motor, catalisador ou entrada de óleo.

Analisar o óleo retirado do caminhão também pode apontar problemas sérios, como no caso do aparecimento de resquícios metálicos – corrosão de partes metálicas do motor. Problemas relacionados à suspensão podem ser sentidos com o balanço excessivo da cabine e durante o uso do caminhão, o motorista já pode verificar e reportar à equipe de manutenção.

dicas para reduzir consumo de combustivel

Utilize os pneus corretos

Os pneus fazem parte das peças para caminhões que impactam diretamente na performance e caixa da empresa. Para escolher de forma correta, nada melhor do que seguir o manual do proprietário.

Ele indica o tamanho correto, calibragem e outras informações que são fundamentais para compra ideal deste item. Você não pode esquecer que os pneus são responsáveis por transmitir a força de tração, suportar a carga e precisão na hora de frear.

Os pneus possuem características diversas e você deve optar por aqueles que se encaixam melhor no perfil de transporte da sua empresa. Existem, por exemplo, os pneus de alta severidade que são mais indicados a trajetos urbanos.

Já para rotas em estradas, os pneus de baixa severidade são mais adequados. E para caminhões que vão circular tanto por rodovias quanto dentro das cidades, o ideal é utilizar pneus de severidade intermediária.

Cuide para trocar todos os pneus na hora da manutenção, visto que não será eficaz trocá-los um a um.
Contar com peças de qualidade e pesquisar bem os preços de mercado irão conferir segurança, performance e redução de custos a sua empresa. De quebra, isso ainda valoriza o seu trabalho por conseguir equilibrar essa equação tão difícil.

Redução de custos operacionais

Especialista Técnico formado pela Universidade Metodista de Piracicaba em Engenharia Industrial Mecânica, Pós Graduado em Marketing. Com mais de 22 anos de experiência no setor de Petróleo, sendo 9 anos na área de vendas de lubrificantes industriais e automotivos, e os demais na área de suporte técnico e desenvolvimento de lubrificantes para mercado brasileiro.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *