Guia para reduzir o consumo de combustível em frotas

Diante dos crescentes custos do diesel no Brasil, onde a carga tributária e os recentes aumentos nos impostos sobre combustíveis pesam no bolso, a gestão eficiente do consumo de combustível torna-se crucial. Esta gestão pode reduzir custos significativos e melhorar a eficiência operacional da frota.

Neste texto, vamos mostrar para você muitas ideias sobre como reduzir o consumo de combustível.

Contextualização dos custos atuais

Os recentes aumentos no preço do diesel, impulsionados tanto por fatores internacionais quanto por políticas tributárias locais, têm impacto direto e significativo sobre o custo operacional das empresas de transporte.

Com o diesel representando parcela substancial dos gastos, qualquer aumento no seu preço reflete, imediatamente, na linha de base da empresa. Portanto, uma gestão eficaz e estratégica se faz essencial para combater esses aumentos. Isso envolve não apenas a busca por melhores preços e condições de abastecimento, mas também a adoção de práticas operacionais mais eficientes e o investimento em tecnologias que possam oferecer uma visão mais clara sobre o consumo e as possibilidades de economia.

Importância da gestão do consumo de combustível

No cenário atual, monitorar e gerenciar o consumo de combustível torna-se uma questão central na redução dos custos operacionais. Isso vai além do simples acompanhamento dos litros consumidos, envolve a análise detalhada do comportamento de condução, das rotas escolhidas e, até mesmo, da manutenção dos veículos.

Políticas de conscientização e treinamento direcionadas aos motoristas são indispensáveis, pois eles são os agentes principais na execução de práticas de condução econômica. Além disso, a adoção de tecnologias modernas de monitoramento e otimização, como sistemas de telemetria e software de gestão de frota, pode levar à redução significativa no consumo de combustível. Essas tecnologias não apenas fornecem dados em tempo real sobre o desempenho dos veículos, mas também ajudam a identificar padrões ineficientes e oferecem insights para melhorias contínuas.

15 dicas para reduzir o consumo de combustível

Existem muitas formas de reduzir o consumo de combustível. Esse é um esforço contínuo que demanda uma mudança na cultura da empresa e no comportamento dos colaboradores. Veja algumas dicas:

Use o GPS

Escolher as rotas mais curtas e mais práticas pode economizar centenas de litros por ano em combustível. Instruções por voz, passo a passo, podem levar o veículo diretamente ao destino. Uma economia anual significativa é possível com a eliminação de rotas incorretas ou mais longas.

Evite ficar preso no trânsito

Evite os horários de pico e utilize aplicativos inteligentes, como o Waze, que informam as condições do trânsito e sugerem rotas alternativas.

Planeje as paradas para abastecimento

Alguns sistemas de navegação e aplicativos para smartphone incluem informações em tempo real que permitem que motoristas busquem os locais de abastecimento mais próximos à sua rota.

Concentre a compra de combustível

Ao comprar grandes volumes de combustível de uma vez só, você consegue negociar valores e prazos de pagamento mais competitivos. Então, esteja sempre atento às ofertas do mercado.

Utilize o pagamento automático de pedágio

Frear, parar, pagar o pedágio, esperar o troco, acelerar de novo até atingir a velocidade de cruzeiro. Esse é um processo que aumenta o consumo do combustível, o gasto de freios e do motor, além da perda de tempo.

Ao adotar o pagamento automático, você poupa combustível, componentes do motor e tempo. Multiplique esta economia pelo número de veículos de sua frota e você vai se surpreender.

Evite a marcha lenta

Forçar a marcha lenta por muito tempo causa um desgaste desnecessário no motor e, claro, um consumo elevado de combustível. O ideal é trocar as marchas no tempo certo e, ao atingir a velocidade de cruzeiro, manter o giro do motor no ponto certo.

Ajuste padrões para troca de marcha

Baixe os dados do motor de seu veículo para adequar seu comportamento de troca (RPMs no momento da troca) em relação às bandas de torque de RPM ideais para seu motor.

Ajustar seu hábito de troca de marcha para se adequar à marca e modelo de seu motor pode fazer grande diferença. Cada redução de 1.000 RPM na velocidade do motor entrega um ganho de 1% em economia de combustível.

Evite períodos muito longos de aquecimento do motor

É recomendado aquecer o motor antes de começar uma viagem. No entanto, algumas pessoas exageram nesse momento e acabam gastando mais combustível do que o necessário.

Veja outras dicas rápidas:

  • Use a energia elétrica dos pontos de parada para alimentar acessórios da cabine e climatização;
  • Dirija sem acelerar ou frear bruscamente (⅓ da economia de combustível vem de uma direção otimizada);
  • Evite acelerar entre as trocas de marchas;
  • Mantenha uma boa distância do veículo da frente para evitar a frenagem e aceleração excessivas;
  • Mantenha as trocas de óleo e filtros em dia;
  • Torne o seu caminhão mais aerodinâmico;
  • Use rodas de alumínio.

Conclusão – consumo de combustível

Pronto para reduzir o consumo de combustível na sua empresa de transporte?

A redução no consumo de combustível exige um esforço conjunto e contínuo. A implementação dessas práticas pode resultar em economia e eficiência significativas a longo prazo.

Não deixe de ler nossos outros artigos que podem ajudá-lo na gestão da sua frota:

Reduza custos operacionais

Texaco: tecnologia para levar seu negócio ainda mais longe!

Com a mais completa linha de produtos do Brasil, a Texaco mantém seu equipamento rodando por mais tempo, reduzindo os custos de operação e aumentando a vida útil do seu veículo. Saiba mais em nosso site.

Lubrificantes têm que ter o T de Texaco!

10 comments

  1. Lourivaldo Bernardino silva says:

    Boa tarde eu estrutor de motoristas de graneleiros 9 eixos tenho muito enternece em relação al consumo de combustível poderiam me passar muitas dicas fico muito agradecido

  2. Cid Ribeiro says:

    Sou coordenador de manutencao ,peco mais informacoes sobre a manutencao preditiva.
    Gostaria de saber se esta ligada a uma estimativa de vida util do equipamento(diferencial,motor,cambio, alternador etc).
    Estipula-se uma quilometragem e verifica-se o estado para evitar paradas e custos indesejaveis?
    Muito obrigado e parabens pelo artigo.
    Abracos

    • Delton Stabelini says:

      Cid Ribeiro, boa tarde! Tudo bem?
      A vida útil do equipamento está condicionada ao projeto e sua utilização (regime operacional).
      Por meio da análise de óleo usado podemos fazer um diagnóstico para identificação não somente das condições do óleo como também do equipamento (metais de desgaste). Isto sem a necessidade de parada preventiva e ou corretiva do equipamento, os períodos de avaliações variam de acordo com o regime operacional dos equipamentos e de variáveis da manutenção.

  3. Sandro Eisenhower Cadete says:

    Muito boas as dicas, mas acrescento ainda a questão dos motoristas aproveitarem a inercia dos veículos no trajeto, pois podemos podemos transitar sem consumir combustível em alguns momentos, e nunca dar banguelas.

    Grande percentual de alto consumo de combustível esta no pé do motorista.

  4. Jorge Camilo Mauad Cavallero says:

    Preciso dar uma palestra sobre COMO REDUZIR CUSTOS COM ÓLEO DIESEL, e estou sem material, caso tenhas uma palestra ou dados de onde pesquisar, por favor me informe.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.