Manutenção de frota: reduzindo seus custos operacionais

A redução de custos operacionais é uma das principais preocupações na cadeia produtiva. Sendo a logística uma das maiores despesas de um negócio, é importante que a manutenção de frota seja uma atividade muito bem planejada.

Reduzir custos e aumentar a performance são metas comuns entre os gestores. Administrar recursos e manter o bom funcionamento da frota é o segredo para bons resultados, que podem ser alcançados com a manutenção de frota.

Eliminar custos sem a análise detalhada da situação pode pôr em risco a saúde financeira do seu negócio. Cortar a verba de manutenção preventiva é um grande erro que pode colocar a carga e os motoristas em risco.

A médio e longo prazo, a falta da manutenção preventiva é muito pior para qualquer organização, que terá de arcar com os custos de paradas inesperadas de veículos para consertos e atrasos na operação.

A seguir, falaremos um pouco da manutenção de frota, quais os três principais tipos e como você pode reduzir custos, observando alguns pontos essenciais na gestão de sua frota.

Como reduzir custos operacionais a partir da manutenção

O objetivo da manutenção de frota é reduzir os custos operacionais. Fazer mais com menos é a meta que todo gestor de frota deve ter em mente.

Dessa forma, cada decisão tomada a favor da manutenção preventiva, colabora na redução dos custos operacionais.

Desde o cuidado com os pneus, a escolha do tipo de óleo utilizado, cada detalhe da manutenção deve ser pensado estrategicamente e levado em conta dentro do planejamento de gestão de frota.

Depois do diesel, o maior custo variável de um veículo na frota são os pneus. É importante mantê-los em bom estado para estender a vida útil e gerar economia em combustível.

Além disso, manter um programa de manutenção programada em cada um dos veículos da frota garante o bom funcionamento deles e a economia na manutenção corretiva.

redução de custo de combustível

Os diferentes tipos de manutenção de frota

O objetivo da manutenção de frota é reduzir os custos operacionais. Fazer mais com menos é a meta que todo gestor de frota deve ter em mente.

Dessa forma, cada decisão tomada a favor da manutenção preventiva, colabora na redução dos custos operacionais.

Desde o cuidado com os pneus, a escolha do tipo de óleo utilizado, cada detalhe da manutenção deve ser pensado estrategicamente e levado em conta dentro do planejamento de gestão de frota.

Depois do diesel, o maior custo variável de um veículo na frota são os pneus. É importante mantê-los em bom estado para estender a vida útil e gerar economia em combustível.

Além disso, manter um programa de manutenção programada em cada um dos veículos da frota garante o bom funcionamento deles e a economia na manutenção corretiva.

Manutenção preventiva

Esta é a principal e mais segura medida a ser tomada quando se trata de manutenção de frota. Prevenir danos custa muito menos que arrumá-los – a manutenção corretiva.

É importante que você estabeleça um cronograma preciso de checagem preventiva de toda a frota. Faça uma listagem relacionada ao seu tipo de frota e siga à risca a verificação de cada um dos itens.

Normalmente são checados cada um dos pneus após toda viagem; óleo e fluidos em geral; motor, suspensão e sistema de escapamento.

Trabalhe especificamente nestes elementos, com uma lista de checagem especial para cada um deles. Mantenha um cronograma fixo e programado para cada um e cumpra-o.

Manutenção corretiva

A manutenção corretiva normalmente ocorre em situações em que não existe controle maior sobre a manutenção preventiva.

A manutenção em si não significa “conserto”, como normalmente imaginamos, ela está mais ligada à ideia de “manter o estado inicial de algo”.

Dessa forma, a manutenção corretiva é natural e esperada em veículos com determinada quilometragem, mas poderia ser evitada em diversas situações.

Os custos da manutenção corretiva são mais altos comparados à preventiva, pois envolve a substituição não programada de peças, mão de obra, além do custo de manter um veículo parado, que pode prejudicar o planejamento de entregas, afetando o negócio.

Manutenção preditiva

Bastante semelhante à preventiva, a manutenção preditiva busca antecipar possíveis problemas nos veículos por meio do uso de tecnologia mais avançada.

Esse tipo de manutenção é bastante eficiente na redução de custos, pois elimina grande parte das manutenções corretivas. Porém requer investimento nos equipamentos específicos para seu funcionamento, como câmeras termográficas, ultrassom e outros.

Os erros mais comuns na manutenção de frota

Muitas vezes, quando se fala em manutenção, apenas são levados em consideração os veículos, sua mecânica e seus componentes. Mas alguns pontos importantes são desconsiderados.

É imprescindível que o gestor de frota mantenha o gerenciamento efetivo sobre as rotas e estradas utilizadas pelos veículos.

A infraestrutura das estradas brasileiras deixa bastante a desejar em diversos trechos. Frequentemente, a escolha de alguns trajetos encarece o negócio ou aumenta os custos de manutenção.

Por isso, é importante sempre levar em consideração os trechos escolhidos e utilizados, buscando comparar rotas, estradas e distâncias. É indicado ainda o uso de sistemas de monitoramento e rastreamento de carga, que são capazes de fornecer dados e informações precisas.

A mão de obra qualificada também é um quesito fundamental a ser observado dentro da manutenção da frota. Muitas vezes, o barato pode sair caro quando se trata da manutenção dos veículos e da segurança dos motoristas e da carga.

Veículos de carga requerem serviços de manutenção cada vez mais especializados, capazes de fornecer dados precisos e acesso a fornecedores qualificados.

Oficinas sem qualificação e peças de procedência duvidosa podem colocar toda a programação de transporte em risco, trazendo ainda mais gastos e transtornos à empresa.

Conclusão

É necessário para a saúde financeira das empresas ter um programa de manutenção constante. O gestor deve manter o custo operacional baixo, mas sem deixar de observar atentamente o bom funcionamento da frota.

Manter um plano de manutenção é prezar pelo funcionamento da empresa como um todo, visto que a logística é um dos principais setores de uma indústria, além de ser imprescindível para o bom funcionamento do País.

É indispensável ter em mente que o objetivo da manutenção de frota é reduzir custos operacionais. Assim, o plano de manutenção deve ser bem estruturado, para que o custo com a manutenção não seja maior do que o custo operacional.

Estabelecer metas é uma atividade que pode trazer ótimos resultados. A partir delas, é possível acompanhar o desenvolvimento da estratégia de redução de custos, além de mostrar exatamente os pontos a serem observados e onde deve se concentrar a redução de custos.

Escolher corretamente o tipo ideal de manutenção de frota é um quesito essencial na redução dos custos destinados à gestão da frota.

Leia mais em nosso blog:

Esteja atento aos principais erros cometidos durante a gestão de frota e de sua manutenção. Além de prejudicar o funcionamento dos veículos, estes erros podem comprometer o funcionamento de toda a cadeia de suprimentos da empresa.

Simplifique sua rotina e maximize seus resultados operacionais. Mantenha o controle estrito da manutenção de frota. Observe atentamente cada ponto e crie um plano de manutenção focado na redução dos seus custos operacionais.

manutenção de frotas - reduza custos operacionais

Texaco Lubrificantes: Tecnologia para levar seu negócio ainda mais longe!

Com a melhor e mais completa linha de produtos do Brasil, a Texaco Lubrificantes se compromete em manter seu equipamento rodando por mais tempo, reduzindo os custos de operação e aumentando a vida útil do seu veículo. Saiba mais em nosso site! 

Lubrificantes têm que ter o T de Texaco!

7 comments

  1. Siloé de Freitas Alendes says:

    Olá amigos,
    Este assunto é dos mais importantes na condução de um veículo, evita acidentes,mostra a responsividade do condutor e eleva os seus conhecimentos.Mas a maioria das empresas tem péssimos responsáveis por suas manutenção, não seguem conselho de motoristas, pois são obrigados a observar qualquer pedido de socorro do seus equipamentos.
    Temos tido grandes acidentes por falta de manutenção e conhecimento técnico.
    Desde já obrigado
    Siloé de Freitas Alendes.

  2. Osvaldo Garcez Bueno says:

    Sem dúvidas, a preventiva é fundamental, com as peças e sua aplicação com qualidade o resultado é realmente fantástico. Refletindo na economia geral nos custos. Pois, ao otimizar a qualidade da manutenção, reduz a quebra dando mais agilidade e segurança consequentemente ganho de tempo no geral…
    Muito legal as dicas!

  3. Genicson Fernandes de Lima says:

    Olá , tudo bem , para mim um item de extrema importância na manutenção preventiva ou corretiva , é o investimento no motorista , quanto mais o motorista estiver confortável fisicamente , psicologicamente , dirigindo um caminhão , mais cuidado ele terá com o veículo e mais informações ele trará para manter o veículo em excelentes condições de trabalho , as dicas acima são excelentes.

    • Delton Stabelini says:

      Olá, Genicson. Tudo certo? Ótimo comentário. Realmente o investimento em pessoal e no seu bom ambiente de trabalho é essencial. Abraço!

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.