O que faz um gestor de frotas?

O papel do gestor de frotas se transformou nos últimos anos. Hoje, o próprio departamento deixou de ser visto como “centro de custos” para se tornar o elo fundamental na cadeia produtiva e incrementar a receita da empresa. E o profissional responsável está cada vez mais inserido dentro das estratégias da companhia.

O gestor tem que incorporar o propósito da empresa e inserir a frota dentro desses objetivos corporativos de forma estratégica. Afinal, é o responsável por um conjunto de ativos da corporação que não só gera receita, como é vital para concluir a operação do negócio e que funciona como um cartão de visitas da organização.

Um caminhão, furgão ou carro malconservado envolve vários riscos. Vão consumir mais combustível e ter mais gastos com manutenção corretiva. Ainda correm o risco de ficar enguiçados na pista e/ou de passar uma péssima imagem da marca que carregam na carroceria para os demais motoristas e pedestres. E, parados, comprometem a entrega do produto ou prestação do serviço.

Ou seja, a disponibilidade de frota para atendimento ao cliente é questão de sobrevivência empresarial. Neste cenário, o gestor de frotas é uma figura estratégica dentro do modelo de negócio da empresa e suas funções são de suma importância para o fluxo produtivo da empresa, como veremos a seguir.

Disponibilidade da frota

O profissional lida com o “estoque motorizado” da companhia. Então, uma das principais funções do gestor é assegurar a frota operante em quase sua plenitude. Dentro do seu planejamento estratégico, ele deve garantir que os veículos estejam à disposição da operação da empresa, tanto para atividades externas (entregas de produtos ou serviços) como internas.

Antes de mais nada, o gestor de frotas precisa conhecer bem esse inventário. Saber a quantidade e os tipos de veículos disponíveis e quais são os mais adequados para cada tipo de atendimento e demanda solicitada, levando em consideração a segurança, mobilidade e custos.

Interação constante

O gestor de frota também conversa com todas as áreas da empresa. O executivo precisa estar alinhado constantemente com a estratégia, os objetivos e as práticas da corporação. Nesse sentido, ele tem em mãos informações sobre a estrutura, os clientes e qual o resultado a ser alcançado.

Da mesma forma, deve estudar bem os processos, desde a base da operação até a entrega, para entender a relação com o seu departamento e como requerer os recursos necessários de forma ágil. E sempre estabelecer diálogo com os outros setores da companhia.

Trabalhar em conjunto com as áreas evita gargalos e fortalece os elos da cadeia produtiva.

Entre os departamentos mais importantes com os quais o gestor de frotas deve estar sempre alinhado, destacam-se:

  • Operações (OPE)
  • Gestão de Saúde, Segurança, Qualidade e Meio Ambiente (SSQMA)
  • Financeiro (FIN)
  • Suprimentos/Compras (SUP)
  • Jurídico (JUR)
  • Recursos Humanos (RH)

Atualização frequente

Ter conhecimento de produtos, operações e tecnologias da indústria automobilística está entre as atribuições do gestor de frotas. O profissional deve estar antenado aos lançamentos e novidades do setor para poder decidir sobre aquisições futuras da maneira mais estratégica e racional possível.

Por isso, ele deve estar sempre munido de informações sobre o custo/benefício de caminhões, comerciais leves e automóveis. Desde dados de consumo e níveis de segurança veicular, até despesas com manutenção, tecnologia embarcada e versatilidade dos veículos. Desta forma, ele terá poder de decisão para ver quais modelos atendem e se adequam melhor às necessidades da empresa ao menor custo possível.

Frota operante

Cabe ao gestor manter a frota sempre disponível para atender às demandas da empresa. Por essa razão, o executivo deve fazer um planejamento bastante minucioso não só da agenda de entregas/serviços e controle de entrada/saída dos veículos, como também da manutenção de cada um.

Neste contexto, a manutenção preventiva é indispensável para qualquer gestor de frotas. A prática vai garantir a segurança dos colaboradores, manter os veículos sempre em pleno funcionamento e minimizar custos inesperados com reparos emergenciais. Além disso, as revisões em dia vão resultar em menos consumo de combustível (redução de custos), maior vida útil dos caminhões e carros e menor desvalorização.

Inovação na gestão de frotas

A gestão de frotas, assim como as outras áreas da empresa, precisa ser um campo aberto para inovações. O gestor deve sempre estudar a operação e planejamento corporativos para implementar novos métodos e tecnologias. Também é imprescindível que ele envolva a empresa e estimule a equipe a sugerir inovações.

Dados

Um grande aliado do gestor de frotas nesta inovação e busca por melhores resultados é a tecnologia. O profissional se vale de ferramentas digitais para monitorar de modo eficaz seus veículos. Com base de dados ampla, ele consegue detectar gargalos, minimizar custos e otimizar a operação.

O gestor de frotas, então, usa plataformas específicas e telemetria, capazes de municiá-lo com informações para fazer análises diárias. Ele pode observar, por exemplo, qual veículo está consumindo mais do que deveria, quais operadores têm dificuldades nas entregas, as rotas mais eficientes, o tempo de cada caminhão ou furgão na revisão, entre outras informações. Assim, ele terá base para implantar mudanças e executar uma operação ainda mais dinâmica e eficiente.

Colaboradores

Além de conversar com todas as áreas da empresa, o gestor de frotas deve manter diálogo aberto com seus colaboradores. Motoristas e operadores atuam na ponta da cadeia e são os que vivem o dia a dia da operação. O gestor precisa manter conversas regulares com os funcionários para entender demandas, gargalos e necessidades.

Ele deve capacitar as equipes em prol da direção defensiva e econômica, com campanhas de conscientização e treinamento constante. O responsável pela frota também é um gestor de pessoas, que mantém profissionais qualificados e motivados, o que resulta em maior produtividade.

O que faz um gestor de frotas?

Se quiser conhecer mais formas de otimizar ainda mais a sua frota, leia estes outros artigos no blog:

Ficou com alguma dúvida? Pergunte nos comentários no final da página para que possamos te ajudar. Não se esqueça de deixar também a sua opinião sobre esse tema!

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *