Gestão de frotas de caminhões: melhores práticas

A gestão de frotas de caminhões e veículos pesados ganhou outro status dentro das empresas. Hoje é um setor que está inserido dentro da cadeia produtiva e dos objetivos estratégicos de qualquer corporação.

Mais do que nunca, boas práticas dentro da gestão de frotas são fundamentais, ainda mais quando falamos de veículos pesados. São procedimentos básicos para fazer com que este segmento seja uma solução de logística e mobilidade para a corporação e gere receita indiretamente – em vez de ser um departamento de custos.

Reunimos as 5 boas práticas para os gestores de frotas de caminhões

  • Manutenção preventiva do caminhão
  • Planejamento das rotas
  • Indicadores de desempenho
  • Tecnologia na gestão de frotas de caminhões
  • Treinamento para motoristas de caminhão

Manutenção preventiva do caminhão

Essa talvez seja a regra principal e inicial para os gestores de frotas. Uma pesquisa encomendada pela Volvo Caminhões revelou que 80% das paradas de veículos de empresas de transporte na oficina poderiam ter sido evitadas se as revisões da frota fossem feitas regularmente.

A manutenção dos veículos deve ser, sempre que possível, preventiva e com intervalos de revisão bem definidos. Isso garante previsibilidade de custos e logística, segurança dos operadores, mantém o mínimo da frota em operação e evita despesas maiores com consertos de emergência, além de economizar combustível.

Então, faça uma programação das revisões para cada veículo da frota, com datas para a realização dos serviços, materiais ou ferramentas que devem ser usados, além de uma lista com os profissionais responsáveis. Se a manutenção for em oficina terceirizada ou na concessionária, alinhe este cronograma com o estabelecimento e elabore uma agenda de revisões com antecedência.

Faça também um checklist com um roteiro de tudo que deve ser verificado e substituído em determinado veículo a cada revisão. Muitos serviços e componentes têm intervalos de trocas e/ou checagens diferentes.

Lembre-se que a troca do óleo lubrificante é um dos itens mais importantes nas revisões. E opte por produtos de qualidade que colaboram para a conservação do motor e aumentam o intervalo entre uma troca e outra.

lubrificantes ursa - gestão de frotas

Planejamento das rotas

Faça rotas planejadas e use a tecnologia a seu favor. Lembre-se que nem sempre o trajeto mais curto significa maior rapidez e eficiência. Estradas mal pavimentadas e de terra, ou trechos com muitas subidas e conversões podem resultar em maior consumo de combustível, comprometimento de componentes mecânicos do caminhão e demora na operação.

Com base nos dados dos GPS e de telemetria, compare os trajetos com dados de consumo e tempo de percurso. A partir dessas informações, verifique as rotas mais eficientes para a logística da empresa.

Indicadores de desempenho

Como dito, a frota está inserida nas estratégias e objetivos da empresa. Faça um painel de monitoramento dos resultados do setor que permitam a visualização dos melhores indicadores para alcançar tais metas.

Porém, não existe um painel de indicadores padrão. Este deve seguir as diretrizes de negócios da própria empresa e pode focar desde questões técnicas (desempenho dos veículos, frota disponível, tecnologias dos processos) até a gestão do negócio em si. Com esses dados, é possível planejar e implementar melhorias, corrigir falhas e definir novas estratégias.

Tecnologia na gestão de frotas de caminhões

A gestão de frota de caminhões sem suporte tecnológico é quase impensável nos dias de hoje. O bom é que hoje existem diversas opções de plataformas, softwares e ferramentas digitais que ajudam no gerenciamento dos veículos e de toda a operação logística que envolve o setor.

Telemetria, monitoramento remoto de pneus, controle de gastos com combustível, câmeras embarcadas, navegadores com otimizadores de rotas e sistemas unificados de pagamentos de pedágios e combustível são só algumas das ferramentas que melhoram e ajudam na gestão de frotas.

Há, inclusive, opção de softwares de gerenciamento de veículos que podem ser personalizados para as necessidades da sua empresa. Neles, é possível ter relatórios diários ou em tempo real do desempenho da frota, veículo por veículo, operador por operador.

Treinamento para motoristas de caminhão

A capacitação dos motoristas é uma das boas práticas dos gestores de frotas que deve ser constante. Motoristas e colaboradores da cadeia logística devem ter treinamento específico e frequente. Lembre-se que ele é o cartão de visitas da empresa junto a clientes e outros fornecedores – e também um outdoor ambulante de sua marca nas ruas.

Atenção especial a uma direção defensiva e consciente por parte dos condutores. Além de preservar a vida dos motoristas, práticas de direção segura resultam em menos acidentes envolvendo a frota e também em economia de combustível.

Ao mesmo tempo, insira os profissionais que estão na ponta da cadeia na rotina do departamento de frotas. As ideias e sugestões dos motoristas podem contribuir para melhorar a operação, evitar gargalos e reduzir custos a médio e longo prazo.

Guia de treinamento e capacitação - Gestão de frotas

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *