Como otimizar o TCO na gestão de frotas

Nos últimos meses, temos observado um aumento significativo e frequente nos custos de operação do transporte de cargas rodoviário no Brasil.

Com isso, ganha peso ainda maior a preocupação dos frotistas e caminhoneiros autônomos em gerenciar o custo total de operação e otimizar seu retorno financeiro.

Neste artigo, exibiremos as melhores práticas e os benefícios que a linha de produtos Texaco pode oferecer ao custo total de propriedade da sua frota.

Afinal, o que é TCO – total cost of ownership

O custo total de propriedade (TCO – total cost of ownership) é uma métrica que mede a quantidade total de dinheiro que se gasta na utilização de um ativo.

No gerenciamento de um caminhão, para cálculo do TCO, é necessário considerar diversos fatores, como gastos com combustível e itens de manutenção, gastos com mão-de-obra para realizar as manutenções, preservação da vida útil dos componentes e, principalmente, o tempo em que o equipamento ficou parado para realizar manutenções.

Por isso, uma das maneiras mais efetivas de se otimizar o TCO é reduzindo a quantidade de manutenções a serem feitas no equipamento, e isso é possível a partir do aumento da vida útil de seus componentes.

Como a escolha do óleo lubrificante interfere no TCO?

O uso de um óleo lubrificante de qualidade garante não só proteção e aumento da vida útil dos componentes lubrificados, como também permite que os períodos de troca do próprio óleo sejam prolongados, permitindo que o equipamento esteja disponível para uso por mais tempo.

O intervalo de troca de óleos lubrificantes para motores a diesel depende de três fatores: condições e idade do motor; perfil e local de rodagem; e qualidade e performance do óleo lubrificante.

As condições do motor têm grande influência, pois motores com maiores folgas permitem o ingresso de contaminantes no óleo lubrificante, o que reduz sua vida útil. O perfil de rodagem determina a severidade na qual o equipamento irá operar, o que determinará a severidade em que o óleo lubrificante será submetido.

Porém, para um mesmo tipo de motor num mesmo perfil de rodagem, é a qualidade e a performance do óleo lubrificante que permitirão o aumento do período de troca, reduzindo o custo total de operação da frota.

Os lubrificantes Texaco possuem o maior intervalo de troca de suas categorias, como o Ursa Premium TDX 15W-40, com intervalo de troca recomendado de até 70.000 km* na categoria API CI-4, e a linha Delo 400 SDE, nas viscosidades 15W-40 e 10W-30, com intervalo de troca recomendado de até 90.000 km* na categoria API CK-4.

Aprovada pelas principais montadoras do País, a linha Texaco possui performance superior à exigida pelas especificações mais rigorosas do mercado, garantindo proteção e promovendo aumento da vida útil dos componentes do motor.

Tudo isso para você ter ainda mais qualidade em seus serviços e economia na sua gestão de frotas. Conheça a linha completa de produtos para seu negócio!

Guia Havoline Texaco - TCO

Separamos alguns artigos para te ajudar neste percurso! Confira:

Em caso de dúvida, não deixe de registrá-la nos comentários abaixo!

*Desde que observadas as condições de uso, manutenção e recomendações contidas no manual do fabricante do motor.

Artigo originalmente desenvolvido por Felipe Aguiar, assessor de Estratégia de Negócios da ICONIC Lubrificantes e publicado no Linkedin.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *