8 cuidados para aumentar a vida útil de um pneu

A vida útil de um pneu se refere ao tempo em que o item pode ser utilizado com segurança.

Esse período que pode durar meses ou anos, por exemplo, varia, principalmente, com o tipo e com a intensidade de uso de cada veículo. 

Segundo a Caiado Pneus, pneus de caminhão podem rodar entre 60 e 80 mil quilômetros. No entanto, existem muitos fatores podem aumentar ou diminuir a vida útil de um pneu. 

Nos casos de condução frequente, por exemplo, com terrenos acidentados e estradas de terra, pode ser necessário realizar a substituição antes do tempo. Por isso, é importante conferir o estado de cada um dos pneus e fazer revisões regulares.

É importante ficar atento com os pneus e tomar alguns cuidados para garantir sua longevidade. Seu mau uso pode gerar despesas que estão fora do orçamento.

Pensando nisso, a Texaco te ajuda a entender um pouco mais sobre o assunto! Confira o que deve ser levado em consideração para aumentar a vida útil do pneu:

#1 – Realizar o armazenamento adequado

Os pneus precisam ser guardados nas condições corretas, porque os materiais podem ressecar e sua função ficar comprometida. 

Dessa forma, um dos principais aspectos é o armazenamento correto para não diminuir a vida útil do pneu.

Depois do processo de compra, é preciso se atentar ao estepes para que também sejam armazenados de forma correta. 

No caso de uma empresa com frota, é ainda mais importante garantir que os jogos desses itens fiquem armazenados nos locais adequados. 

Afinal, os pneus representam um dos principais gastos de manutenção em frotas.

#2 – Fazer a manutenção preventiva

Quando falamos sobre gestão de frota, uma coisa é certa: a deterioração e o desgaste dos componentes dos veículos pesados irão acontecer! 

Então, é fundamental se planejar. Um plano de manutenção eficiente irá manter a integridade dos equipamentos por mais tempo.

Afinal, a sua frota precisa rodar, estar nas ruas e estradas, e não em uma oficina com uma parada não programada.

 

Além disso, se você deseja reduzir os custos operacionais e ainda lucrar mais com sua frota, um bom plano de manutenção preventiva irá ajudar!

Você pode fazer o planejamento da sua frota lendo o nosso artigo do Blog:

#3 – Fazer o alinhamento e balanceamento dos pneus

Os eixos e a suspensão dos veículos sofrem com o impacto, interferindo na vida útil de um pneu. 

De acordo com o peso transportado e a estrutura das vias percorridas, o impacto pode ocasionar um desalinhamento ou desbalanceamento.

Nesse caso, é preciso realizar ações de manutenção no veículo, para não haver prejudicação dos pneus.

Para saber se o veículo está desalinhado, atente-se à direção: se o volante estiver puxando para um dos lados, é sinal de que está na hora de alinhar os pneus!

Em relação ao balanceamento, é necessário prestar atenção se o caminhão está trepidando em velocidades mais altas. Caso esteja, é preciso realizar a manutenção para que a vida útil do pneu não seja mais curta!

#4 – Utilizar o pneu adequado

Conforme já explicamos em outro artigo, é sobre os pneus do caminhão (e suspensão) que se concentra todo o peso da carga e tração do motor.

É necessário que cada veículo pesado conte com o pneu ideal para o melhor rendimento! Assim como em uma pista de corrida, para cada situação há um tipo de pneu em específico recomendado. 

De acordo com o manual do proprietário, é possível saber qual é o modelo ideal para o veículo.

Assim como existem pneus que podem ser colocados em qualquer posição do caminhão, também há tipos com posições específicas em cada eixo.

Acesse o artigo a seguir para conferir todos os tipos de trajetos e bandas indicadas:

 

 

#5 – Contato com abrasivos e solventes

O contato frequente com alguns produtos químicos corroem a borracha, diminuindo a vida útil do pneu.

Isso pode acontecer ao realizar a limpeza do veículo pesado com determinados materiais e deixar que eles escorram para as rodas. 

Além disso, o contato com solventes pode antecipar o ressecamento do pneu. Então, é válido evitar o seu contato com este tipo de material e derivados do petróleo, pois ambos geram consequências para o desempenho do caminhão.

Além disso, um pneu ressecado também é prejudicial para o próprio motorista! Afinal, o veículo pesado perde a aderência, o que gera maior vulnerabilidade para o caminhão.

#6 – Faça a calibração adequada dos pneus

Para ter uma boa segurança e garantir a vida útil de um pneu, ele deve ser calibrado da maneira correta. 

A frequência deve acontecer a cada uma ou duas semanas, de acordo com o nível de serviço do automóvel.

Além disso, é importante respeitar o limite proposto pelo fabricante para manter a vida útil de um pneu. 

Os pneus muito cheios correm o risco de ter a câmara estourada, ocorrer o desgaste com mais facilidade e aumentar a probabilidade de impacto, por exemplo.

Já os pneus mais vazios também sofrem desgastes anormais em suas bordas e nas laterais, o que também diminui o tempo de vida útil de um pneu.

#7 – Direção pouco cuidadosa

O modo como o motorista conduz o veículo é mais um fator a ser levado em consideração! 

Dirigir em alta velocidade e realizar frenagens bruscas são algumas ações que aumentam o atrito e aceleram o desgaste do pneu.

Outras questões em relação a uma direção pouco cuidadosa são: 

  • Não usar a marcha corretamente; 
  • Não ter cuidado em relação aos buracos nas estradas;
  • Conduzir o veículo por terrenos muito acidentados ou que não são asfaltados de forma correta.

Logo, é fundamental que o condutor dirija de forma responsável, uma vez que a falta de cuidado aumenta o desgaste do pneu. 

#8 – O rodízio de pneus é uma alternativa 

Em todos os veículos existe uma distribuição do peso total entre os pneus.

Nos veículos pesados, há um maior impacto na parte traseira, onde há a carga transportada pelo condutor. Assim, é natural que alguns pneus se desgastem além dos outros. 

Por isso, uma das soluções indicadas é a realização de um rodízio, alternando a posição dos pneus de tempos em tempos. 

Desta forma, os mais desgastados permanecem nas áreas leves e vice-versa, o que garante um consumo por igual do material, evitando a redução da vida útil do pneu.

 

Resumindo o que você leu neste artigo:

  • O armazenamento correto é de extrema importância para a durabilidade; 
  • O rodízio de pneus é uma boa solução garantindo um consumo por igual do material e, consequentemente, maior vida útil;
  • Os pneus devem ser calibrados de maneira correta; 
  • Utilizar o pneu adequado ao veículo é fundamental. Observe o manual do proprietário!;
  • O alinhamento e balanceamento do pneu precisam estar em dia;
  • É importante evitar contato com abrasivos e solventes no dia a dia;
  • A manutenção preventiva pode preservar a vida útil do pneu.

Em caso de dúvida, você já sabe: registre nos comentários abaixo!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *