Guia Prático de Gerenciamento de frota: checklist + dicas

Você não precisa de mais um software de gerenciamento de frota.

O gerenciamento de frota é um desafio em milhares de companhias. Afinal, todas empresas encontram-se em um cenário altamente competitivo. Quem não administrar bem seus recursos, com certeza estará em desvantagem e ficará para trás.

Assim, é preciso reduzir custos e aumentar a performance, gerenciando centenas de veículos e caminhões em tempo real com milhares de tarefas. E em muitos casos, você não terá uma equipe com a quantidade suficiente de colegas para ajudar nessa missão.

Então, você normalmente se encontrará mergulhado em compromissos. E acredite, isso é perigoso para a boa realização do seu trabalho. Se quiser um guia complementar sobre controle de frotas, leia esse outro artigo de nosso blog.

O gerenciamento de frota eficiente demanda pessoas com disponibilidade para tratar problemas um a um, com qualidade e atenção. E por mais que você goste de sistemas, provavelmente você já testou mais de um.

E a resposta para o seu sucesso não virá magicamente em um software, mas na sua mudança de comportamento e de sua equipe, tendo mais atenção e cuidado aos detalhes. São eles que fazem a diferença!

Neste texto, vamos dar dicas para você conseguir fazer essas mudanças no gerenciamento de frota e transformar a sua empresa de logística ou transportes em uma organização saudável.

Se tiver dúvidas, deixe o seu comentário no final da página. Responderemos assim que possível.

Boa leitura!

Checklists para gestão de frotas livre de erros

checklist
Cada tarefa revisada evita futuras dores de cabeça com paradas e manutenções.

O dia a dia de trabalho em uma empresa de transporte, entregas, enfim, normalmente se dá contra o tempo. Os prazos são apertados. Os clientes não gostam de esperar. Quem trabalha nesse ambiente entende bem a realidade do trabalho.

E é exatamente por isso que você deve utilizar esse checklist abaixo. Com esses minutos a mais de checagem no pátio, pode-se evitar horas e horas de caminhão parado. É um investimento: gaste alguns minutos para evitar futuros problemas. Combinado?

É importante que você crie seus checklists com esses propósitos de acordo com as necessidades da sua empresa. Normalmente, possuem algumas informações em comum:

  • Identificação do veículo;
  • Data da inspeção;
  • Unidade da empresa;
  • Lista de questões de conformidade/não conformidade;
  • Observações;
  • Nome e assinatura do responsável pela inspeção;
  • Nome e assinatura do motorista.

Vistoria de entrada e saída do veículo do pátio

Faça uma lista de tudo o que o veículo precisa ter para fazer esse tipo de entrega e transporte. Provavelmente você terá que criar um checklist único para cada tipo de trabalho.

O checklist deve incluir os documentos legais para transporte da carga, checagem de combustível, itens de segurança para a carga e etc. E ao entrar, deve-se realizar o mesmo checklist para saber se algo foi danificado ou alterado no caminhão.

Avaliação dos equipamentos de segurança do caminhão

Essa avaliação deve ocorrer pelo menos uma vez por semana. Pense em todos os itens que garantem a segurança da carga, do caminhão e do motorista.

Manutenção preventiva e revisão do veículo

Nem toda empresa possui o próprio mecânico. Se você tiver, é importante dividir todos os itens importantes para checagem em mais de um checklist para não tomar muito tempo parado de uma vez só.

Outra forma de otimizar essa checagem é o seu mecânico treinando outros funcionários para avaliar os itens mecânicos no caminhão.

Inspeção da conservação da aparência

Muitos consideram a aparência uma perda de tempo. Mas pense bem, ela reflete o cuidado da sua empresa e a imagem dela nas estradas. E os seus clientes também não terão uma imagem de você também.

Além disso, o descuido constante com a aparência do caminhão deteriora a sua conservação, diminuindo o valor de revenda. Então você terá o prejuízo de não fazer essa checagem apenas no momento de renovação da frota.

dicas para reduzir consumo de combustivel

Dicas rápidas para o seu gerenciamento de frotas

gerenciamento de frotas
O gerenciamento de frotas é semelhante ao gerenciamento de pessoas.

Um caminhão sempre fará o trabalho de um caminhão. E por mais que você goste de softwares, eles são apenas ferramentas. O que fará a diferença na sua empresa é como essas ferramentas serão utilizadas.

Por isso, é preciso treinar muito bem o seu pessoal para seguirem as suas orientações. A atenção e zelo pela qualidade máxima em cada trabalho e checagem deve ser uma realidade. E é justamente isso que vai proporcionar uma ótima gestão de frotas.

Você não quer o seu caminhão parado. Por isso, continue sempre melhorando seu gerenciamento de frota. É muito difícil controlar tudo. Treinar as pessoas para cada um cuidar bem da sua parte é um bom caminho.

Outra ótima dica para isso é utilizar insumos de qualidade como óleos lubrificantes. Claro, apenas o que há de melhor no mercado. Assim, além de cuidar bem do seu caminhão, você faz menos paradas em mecânicas e para trocar.

Continue aprendendo sobre caminhões em nosso blog com esses outros artigos:

calculadora ursa

Recomendamos a utilização do óleo lubrificante Ursa da Texaco. Ele traz muitos benefícios incríveis à frota, como uma melhor lubrificação às peças metálicas do motor, economia de combustível, menor formação de borra no motor, entre outros benefícios.

E, claro, uma maior durabilidade do óleo e do motor e ainda uma redução na emissão de gases poluentes. Tudo isso fará você ter ferramentas mais capazes e disponíveis para o trabalho.

Evite as dores de cabeças no gerenciamento de frotas. Algumas economias como o tempo de realizar checklists, compra de insumos baratos ou economia de deixar de investir na equipe, são ganhos a curtíssimos prazo que em breve podem ser tornar prejuízos grandes.

Veja um caso de sucesso onde o gestor de frotas passou a utilizar o Ursa Premium TDX. Antes a parada para troca precisava ocorrer entre 10.000 e 15.000km.

Depois de utilizar o nosso óleo lubrificantes, a troca passou para 30.000km para trânsito na cidade e 40.000km nas rodovias. Assista ao vídeo:

Ficou com alguma dúvida? Deixe o seu comentário logo abaixo!

Obrigado por ler até aqui!

guia de logistica

 

Especialista Técnico formado pela Universidade Metodista de Piracicaba em Engenharia Industrial Mecânica, Pós Graduado em Marketing. Com mais de 22 anos de experiência no setor de Petróleo, sendo 9 anos na área de vendas de lubrificantes industriais e automotivos, e os demais na área de suporte técnico e desenvolvimento de lubrificantes para mercado brasileiro.

One comment

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *