Crescimento da frota: qual a postura do gestor de frota nesse processo?

Confira os itens mais importantes para realizar um planejamento assertivo. 

Muitas empresas do segmento de logística e transporte planejam o crescimento da frota para atender a demanda disponibilizada em nosso território. A sua é uma delas?

O transporte de carga rodoviário no Brasil chama a atenção por movimentar 2/3 do total de carga do país. Com a retomada da economia, consequentemente há o aumento da demanda, por isso é importante estar preparado!

Para que esse crescimento aconteça, é necessário realizar um planejamento estratégico, ou seja, que todo processo operacional seja muito bem analisado, adotando a política do “pé no chão”. 

Ciclo de um veículo em uma empresa de transporte

Quando iniciam as atividades, as empresas de transporte e logística possuem um objetivo claro: alcançar a excelência operacional

Ou seja, elas desejam maximizar o uso da frota e, ao mesmo tempo, minimizar os custos sem comprometer a relação com os seus clientes, realizando serviços de qualidade para manter a fidelização comercial.

Podemos dizer, então, que a excelência operacional é um pilar para chegar ao aumento dos lucros. Quando você consegue obter uma cadeia flexível e alinhada, torna-se possível prestar o seu serviço com um custo menor, mantendo um alto nível de qualidade. 

Como avaliar as operações da empresa para saber se você está no caminho certo? Analisando as seguintes métricas:

  • Velocidade;
  • Agilidade;
  • Confiabilidade;
  • Custos;
  • Gestão de ativos.

Excelência operacional, com a maximização do uso da frota, significa atender a demanda estabelecida para conseguir o faturamento esperado, como por exemplo: uma empresa de transporte definiu que para atingir a margem esperada, cada conjunto composto por um cavalo mecânico 4×2 e um semi reboque com três eixos, precisa realizar mensalmente a quantidade de 6 viagens com 25 toneladas, ou seja, transportar 150 toneladas mensais.

Ao confirmar a previsão do aumento da demanda para transporte de carga, cabe ao gestor de frota o fornecimento de informações que permitirão ao empresário prospectar o crescimento da frota.

É muito importante ressaltar que o cliente não pode ser impactado negativamente pelo não atendimento do transportador “porque para conquistar um cliente demora-se um ano, e perdê-lo, um minuto”.

Definimos qualidade como tudo aquilo que satisfaz, que usa o produto e/ou serviço. Portanto, para manter essa fidelização, precisamos conhecer o modo de pensar do usuário, para fazermos um planejamento reverso com o objetivo de satisfazê-lo; desse modo, ele não buscará outras opções, pois estaremos atendendo às suas expectativas.

Como desenvolver um planejamento para o crescimento da frota?

Planejar o crescimento da frota não é uma tarefa tão simples. Existem diferentes variáveis envolvidas no processo, mas uma coisa é certa: o gestor de frota precisa ter a proatividade como marca. Confira a seguir como fazê-lo:

#1 – Faça um planejamento financeiro preciso

O planejamento financeiro irá determinar o futuro da sua empresa. Por isso, é muito importante que ele seja realizado com qualidade, para que você tenha uma projeção das receitas e gastos. 

Dessa forma, você conseguirá definir os próximos passos para o seu negócio, direcionando o uso do capital disponível para o crescimento e realizando os cortes necessários para não obter prejuízo.

Seja qual for o tamanho do seu negócio, é fundamental um planejamento financeiro realista, para que a empresa cresça de forma sustentável e saudável.

#2 – Faça um bom estudo de mercado

Se você deseja ver a sua empresa crescendo, uma dica importantíssima é: conheça a sua concorrência!

Um estudo de mercado irá te ajudar a entender de forma eficiente o setor em que o seu negócio está inserido, identificar as necessidades do segmento, oportunidades e a situação da empresa diante dessas informações.

Além de conhecer muito bem a concorrência, também é crucial saber quem é o seu cliente! Você precisa saber quais são as dores e necessidades do consumidor para descobrir qual a relevância da empresa para ele. 

Assim, será possível realinhar as estratégias do negócio e, também, criar novas oportunidades para que ocorra a expansão da empresa. Além disso, você também poderá traçar uma estratégia de marketing precisa!

#3 – Cresça com qualidade

Crescimento e desenvolvimento não são, necessariamente, sinônimos. Afinal, se a sua empresa cresce e perde a qualidade do serviço oferecido, há algo de errado aqui.

Por isso, você deve criar uma estratégia para que o crescimento aconteça de forma controlada, sustentável e, principalmente, mantendo o padrão de excelência oferecido pela sua empresa.

O que você deve identificar para crescer de forma correta? Algumas dicas são:

  • Mapear seus funcionários mais engajados;
  • Saber quais são as necessidades da sua empresa;
  • Captar talentos disponíveis no mercado.

Essas são algumas atitudes que irão tornar o seu negócio mais competitivo, impactando em um crescimento sustentável!

Por que planejar o crescimento da frota?

É comum encontrar empresas que visam lucro e possuem como objetivo obter o melhor retorno sobre os investimentos (ROI) e, certamente, no setor de logística e transporte isso não seria diferente.

Nesse segmento, é preciso estar atento à redução de tempo e custo das entregas, para que elas tragam o maior ROI possível. Afinal, quem consegue gerir de forma satisfatória as operações consegue ser bem sucedido.

Vale lembrar que o custo com a logística diz respeito a uma parte importante das despesas com o transporte de carga do Brasil. E quando falamos em custo, é preciso pensar em:

  • Imprevistos na estrada;
  • Paradas no trânsito; 
  • Tempo utilizado em deslocamento e abastecimento, entre outras atividades.

É necessário ter um controle sobre o tempo que é gasto em cada serviço, incluindo os aspectos acima. Assim, o gestor poderá agir para tornar a rotina do motorista otimizada, obtendo maior produtividade da frota.

Você consegue mensurar a produtividade dos motoristas?

Utilizando um software de gestão especializado, você consegue acompanhar a entrega em tempo real: o colaborador realiza o check-in no sistema quando inicia o serviço e faz o check-out quando finaliza. 

Além disso, ele pode registrar recebimentos, atrasos causados por precisar aguardar a autorização de descarga e algum eventual problema com a carga. 

Outro ponto importante é que o gestor pode identificar a melhor rota para o colaborador, evitando roubos de carga e paradas não programadas na estrada.

Ao realizar o monitoramento do seu time e das rotas você poderá definir novas estratégias que possibilitam uma melhor performance da frota! E o melhor: tudo de forma on-line.

A rastreabilidade também é uma forma de mensurar a produtividade dos motoristas da sua equipe. Assim, é possível obter precisão para gerenciar as rotas a serem percorridas, calculando o melhor caminho para uma entrega mais rápida, com menos desgaste do veículo e do condutor.

Aqui no blog da Texaco você pode ler mais artigos sobre a produtividade da sua equipe:

Alternativas para a ampliação da frota

Quando uma frota que foi dimensionada para as atividades de transportes de empresa, não atende à demanda de serviços, cabe ao gestor de frota buscar alternativas para a resolução desse problema.

Apresentamos, a seguir, formas alternativas para a ampliação de frotas para as empresas de transporte:

Ampliação através de formação de frotas combinadas com terceiros:

  • Franchising

Acontece quando o negócio decide abrir as portas para interessados em ostentar o nome da empresa em diferentes regiões, tornando-se franqueados.

  • Locação de veículos

Quando ocorre o aluguel da frota de acordo com as necessidades da empresa, podendo incluir motorista, manutenção e outros serviços adicionais. 

  • Terceirização

Prática muito comum, que acontece quando há o repasse da execução de serviços e processos a prestadores de serviços especializados.

  • Parceria

Agrega as demandas e o uso das frotas com a divisão da receita de forma proporcional aos custos operacionais.

Nesses casos, não há a necessidade de realizar investimentos em veículos, pessoas ou estrutura.

Algumas alternativas para a aquisição de frota

Nesta modalidade, cabe ao empresário a realização de investimento para a compra dos equipamentos. Destacamos:

  • Dinheiro

Quando o empresário utiliza recursos próprios na aquisição dos veículos e de acordo com a negociação, pode obter descontos consideráveis.

  • Leasing

Consiste em um arrendamento com a alternativa de realizar a devolução do veículo ou comprá-lo ao término do contrato

  • Finame

O BNDES FINAME utiliza recursos do BNDES para oferecer financiamento para a aquisição de equipamentos novos, seja qual for o porte da empresa. O financiamento do BNDES possui condições e vantagens diferenciadas para pagamento, prazos e amortização.

  • Compra em lotes por cooperativas
    Nessa modalidade, os associados realizam a aquisição de veículos em nome de uma cooperativa, obtendo assim condições especiais de prazos, pagamentos e valores; esses veículos são distribuídos aos associados conforme a necessidade apresentada.

Conclusão

O gestor de frota precisa se especializar no segmento de transporte e proporcionar alternativas que possam beneficiar a empresa.

Conhecer como funciona essa estrutura é de fundamental importância; o gestor de frota atual deixa de ser um mecânico melhorado para ser um administrador pró-ativo, com foco nos resultados empresariais e, quanto mais “antenado”, maior benefício proporcionará.

Conheça os nossos artigos que ajudarão o gestor de frota em suas atividades:

Em caso de dúvidas, registre nos comentários!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *