Arrume as contas da sua oficina

Para ter melhores resultados financeiros é preciso que você arrume as contas da sua oficina mecânica. Ter a situação econômica controlada é uma tarefa muito importante para a saúde do seu negócio.

Nesse blog post vou mostrar como você pode organizar melhor as contas da sua oficina.

Confira!

Qual o valor do seu custo fixo?

Para começar a otimizar a gestão financeira da sua oficina, o ideal é saber tudo aquilo que é gasto todos os meses.

Custos que se repetem 12 vezes ao ano são os chamados custos fixos.

São exemplos:

  • aluguel da loja;
  • pagamento de colaboradores;
  • água;
  • luz;

Some todos os valores gastos com esses itens e você terá em mãos o total de custos fixos.

Isso é o que você gasta para poder estar de portas abertas todos os dias.

Portanto, a primeira meta do seu negócio deve ser atingir, em venda e prestação de serviço, esse valor.

Assim, você estará eliminando as possibilidades de prejuízo.

Realize um fluxo de caixa diário

Além desses valores, você também deve mensurar os gastos e receitas do seu caixa. Manter um controle diário daquilo que se gasta e das verbas obtidas por venda e prestação de serviço, são uma prioridade.

Para isso, faça um fluxo de caixa todos os dias.

Registre tudo para que você tenha um balanço real entre o que é gasto e o que entra na conta da sua oficina. Isso proporciona uma análise de valores do seu negócio.

Você pode ter ideias a partir de uma olhadinha na sua planilha de fluxo de caixa.  

Gestão financeira confiável

Fazer a gestão financeira do seu empreendimento é fundamental e não pode ser deixado de lado em hipótese alguma. Entretanto, isso deve ser realizado de forma correta para que se tenha um panorama real da situação financeira da oficina.

Um fator que muitas vezes causa problemas aos donos de oficina mecânica é inserir no fluxo de caixa valores que ainda não foram pagos pelos clientes.

Isso acontece, por exemplo, com vendas parceladas em cartão de crédito. Também pode acontecer com parcelamentos em cheques pré-datados.

Para evitar que você assuma algum compromisso contando com valores que ainda não estejam disponíveis, não os insira em seu fluxo de caixa sem que tenham sido pagos.

Deixe para colocar essas verbas apenas nas datas de pagamento.

Assim, você sempre poderá confiar no seu balanço financeiro. Caso perceba uma folga no orçamento, você pode contratar mais algum funcionário ou investir em novos equipamentos.

Informatize seus dados para não perdê-los

Além de controlar todos os valores da sua oficina é importante que você tenha acesso a todos eles. Para isso, você deve informatizar todos estes dados. Dessa forma você terá acesso a todas essas informações no momento que precisar.

Imagine se por algum motivo você precisa lembrar quanto foi cobrado por algum serviço realizado há 50 dias atrás.

Caso você anote tudo num caderno, por exemplo, está correndo sérios riscos de perder essas informações e não achá-las mais.

Com a informatização dos dados isso é evitado, além de tornar suas pesquisas muito mais rápidas. Em apenas alguns cliques tudo que você precisa está diante dos seus olhos.

Funciona comigo.

Muito mais fácil, não?

Evite os juros  

Uma situação muito comum que pode trazer consequências sérias ao caixa da oficina são os vencimentos e juros de contas a pagar. Todo mundo sabe que os juros são implacáveis.

Atrasos podem representar um valor de gasto muito superior ao previsto. Para não gastar mais do que o devido é importante estar atento aos prazos de vencimento das contas da oficina.

Com uma gestão financeira bem executada, sua oficina tende a crescer e evitar surpresas desagradáveis.

Calcule seus custos fixos.

Faça o fluxo de caixa diário.

E tenha tudo sempre à mão com a informatização dos seus dados.

Dessa forma suas chances de aumentar os lucros é maior.

Caso você queira saber também outras práticas para otimizar o seu negócio, baixe o e-book Guia do Sucesso para Serviços Automotivos.

como montar uma oficina mecânica

Especialista Técnico formado pela Universidade Metodista de Piracicaba em Engenharia Industrial Mecânica, Pós Graduado em Marketing. Com mais de 22 anos de experiência no setor de Petróleo, sendo 9 anos na área de vendas de lubrificantes industriais e automotivos, e os demais na área de suporte técnico e desenvolvimento de lubrificantes para mercado brasileiro.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *